Alive Inside/Viva por dentro


10 de maio de 2018


Alive Inside/Viva por dentro

“A música é inseparável da emoção.” Dr. Oliver Sacks (Neurologista)

Essa talvez seja a frase mais impactante e que resume perfeitamente o documentário Alive Inside, ou Viva Por Dentro em português, que esteve na Netflix, mas infelizmente ficou por pouco tempo.

Esse documentário foi produzido por Michael Rossato-Bennett a partir do trabalho realizado por Dan Cohen, um assistente social norte-americano, que através do poder vivificador da música, reativou circuitos neuronais ligados à memória de idosos, atingidos pela demência.

Como explica o Dr. Drauzio Varella: “a demência é a deterioração gradativa dos aspectos cognitivos, que é capacidade de nos relacionarmos com o ambiente a nossa volta. Em geral a nossa inteligência”. Portanto, demência não é loucura, ela se trata do esquecimento, principalmente a de curto prazo, e para piorar um idoso nessa situação só gera o esquecimento de si mesmo, da sua singularidade. Muitos perdem as memórias afetivas, esquecendo inclusive de parentes e amigos.


Mas, foi através do trabalho de Dan Cohen que os idosos de Alive Inside e seus familiares puderam ver a impressionante recuperação das memórias e expressões por anos adormecidas.

Tudo começou com um experimento. Dan levou alguns iPods com as músicas preferidas de cada “velhinho”. Cada um deles, sem se dar conta, de repente estava com um fone ouvindo uma playlist de músicas preferidas, e como mágica seus olhos se abriam, seus rostos e expressões corporais desabrochavam, retomando a vida, recordando momentos, falando do passado, de momentos da infância, e e emocionando e chorando.

O primeiro paciente é um senhor chamado Henry, que passava os dias curvado em si, sem olhar para ninguém e falar uma palavra. Assim que Dan coloca o fone em Henry e toca a música. Henry é lentamente conduzido, sua memória despertada, suas lembranças ativadas e sua vida explode em emoção, inundando todo o ambiente de vida e alegria. É incrível o que a música pôde fazer a esses idosos no tratamento contra a demência. De repente, eles estavam inseridos novamente em um ambiente real e vívido. Tudo graças a memória afetiva ativada através das músicas preferidas de sua juventude.

O projeto de Dan chama-se “Música e Memória” e você pode conferir o documentário Alive Inside completo no YouTube:

https://www.youtube.com/watch?v=-SiP1yVSe5A

Como Celine Dion superou suas perdas através da música

Provavelmente, se esses idosos tivessem de alguma forma mantido a conexão afetiva com a sua história, através da música que é a lembrança emocional mais latente da alma, muito provavelmente os lapsos de memória não teriam quebrado suas singularidades, permitindo uma vida menos carregada de culpas, confusões e depressão.

Em 2016 Celine perdeu seu marido, René Angélil, que lutava contra um câncer desde o final dos anos 90. René era, além de marido, quem cuidava e gerenciava sua carreira. Dois dias depois da morte de seu marido, Celine perde também o irmão. Como superar perdas tão grandes como essas?

Eu concordo que tragédia na vida de famosos parece ter uma comoção maior, afinal também passamos por problemas como esses e muitas vezes até maiores e não temos uma multidão ao nosso redor, chorando conosco. Vejamos o exemplo da Celine de superação…

Quem poderia prever o que viria a seguir? Estamos falando de Celine Dion, que passou pelo seu tempo de luto e sentiu profundamente as suas perdas, do marido e empresário, que era quem a ajudava a tomar todas as decisões da carreira e de vida junto com a perda do irmão.

Não muito tempo depois de ter perdido o marido, a cantora levantou a cabeça, como quem não se deixa abalar e simplesmente abalou os holofotes na apresentação de encerramento da Billboard Awards 2016, ao interpretar a música The Show Must Go On, da banda Queen, apenas um mês depois da morte de René. https://www.youtube.com/watch?v=xklZ5wysniE

Nesta apresentação Celine prova sua segurança e força ao homenagear o marido, algo que só a música pode proporcionar.

Após superar suas perdas, saiu em grande turnê mundial, o que já é por si só um grande feito, considerando que Celine teve residência fixa em Las Vegas, onde se apresentava desde 2011, e sua última turnê mundial foi em 2008.

De fato, toda dor pode nos tirar da zona de conforto, e todos temos uma escolha, a de acovardar-se ou a de enfrentar e continuar fazendo mais e melhor.

Celine atribuiu boa parte de sua recuperação a moda, porém, todos sabem a força e expressão mundial que ela tem na música, como mulher, cantora e líder. Sem a oportunidade de uma nova turnê, dificilmente Celine teria superado de forma tão incrível essas trágicas perdas.

Pat Martino e o sucesso após um aneurisma

Um outro caso na história de grande superação onde a música teve grande contribuição, foi na vida do renomado guitarrista de Jazz Pat Martino. Já consagrado no cenário do jazz americano e com um carreira consolidada, quando um aneurisma o deixou em total amnésia, sem nenhum tipo de lembrança do passado, o que o obrigou a aprender a tocar do zero. Martino já era um grande nome de peso quando a doença o atingiu, porém com muito foco, determinação e a ajuda motora da música, o guitarrista pode retomar sua carreira e se reconstruir do zero para um futuro glorioso. Mas não foi simples, foram 10 anos de dedicação e preparação até voltar aos palcos e aos estúdios de gravação. Em seu site pessoal há um resumo histórico e profundo dessa passagem e de sua incrível recuperação:

“Quando a anestesia se dissipou, Pat Martino olhou para seus pais e seus médicos, tentando juntar qualquer lembrança de sua vida.

Um dos maiores guitarristas do jazz, Martino sofreu um severo aneurisma cerebral e foi submetido a cirurgia após ter sido informado de que sua condição poderia ser terminal. Depois de suas operações, ele não conseguia se lembrar de quase nada. Ele mal reconheceu seus pais. e não tinha memória de seu violão ou de sua carreira. Ele se lembra de sentir-se “frio, vazio, neutro, limpo … nu”.

Nos meses seguintes. Martino fez uma recuperação notável. Através do estudo intensivo de suas próprias gravações históricas, e com a ajuda da tecnologia da computação, Pat conseguiu reverter sua perda de memória e voltar a se formar em seu instrumento. Suas gravações passadas acabaram se tornando “um velho amigo, uma experiência espiritual que permaneceu bela e honesta”. Essa recuperação se encaixa perfeitamente na ilustre história pessoal de Pat. Desde que tocou suas primeiras notas ainda em sua pré-adolescência, Martino foi reconhecido como um dos mais empolgantes e virtuosos guitarristas do jazz. Com um som distinto e  performances arrebatadoras, ele representa o melhor não apenas no jazz, mas na música. Ele incorpora energia e alma pensativas.

“Sempre admirei meu pai e queria impressioná-lo. Como resultado, isso me forçou a levar a sério meus poderes criativos.”

Hoje, Martino com seus 74 anos, vive em perfeitas condições, com uma resistência física e mental acima da média de pessoas com a sua idade.

Fazendo um paralelo entre os dementes de Alive Inside, Celine e Martino, percebemos a profundidade e grandeza que a música reverbera na vida de uma pessoa.

Ao observar mais de perto as pessoas com longevidade em suas vidas e carreiras, veremos uma ligação e admiração direta delas pela música. Ou parte dessas pessoas vivem direta ou indiretamente no meio, ou são aficionadas por ela. Aí podemos até citar os dinossauros da música ainda vivos, seja Keith Richards e o Mick Jager (Rollingstones), Angus Young (AC/DC), David Gilmour e Roger Waters (Pink Floyd) ou até mesmo os saudosos que já nos deixaram, mas que tiveram muita longevidade na vida e na carreira de forma lúcida e com muito vigor.

Em resumo, se pudéssemos te indicar o melhor remédio, seria esse: introduza música em todos os momentos da sua vida. Coloque caixas de som em todos os lugares da sua casa, baixe música no seu celular, ligue o rádio ou sua playlist assim que entrar no carro, use fone de ouvido. Ouça música e marque cada momento de sua vida, para que na melhor idade você tenha o que lembrar e sentir.

Para cada momento, temos um produto ideal. Conheça a nossa linha de produtos para ajudar a compor a trilha sonora da sua vida e manter as sua memórias afetivas cada vez mais vivas e latentes.

Comentários