Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Casa inteligente: conheça as novidades em tecnologia residencial de som e segurança

O conceito de casa inteligente tem se destacado no mercado nos últimos anos. O interesse dos brasileiros por imóveis mais automatizados está crescendo e pesquisas mostram que a tendência é que continue assim nos próximos anos. 

 

Durante a pandemia, principalmente, o brasileiro investiu em soluções tecnológicas para tornar o ambiente residencial mais aconchegante e inovador. Além disso, esses recursos facilitam a rotina na casa, deixando-a mais simples e prática. 

 

Neste artigo, você vai entender um pouco mais sobre o conceito de casa inteligente e quais são as novidades em som e segurança. Confira!

 

O que é uma casa inteligente?

 

Casa inteligente é um conceito utilizado para classificar residências ou ambientes conectados, que podem ter objetos ou recursos controlados por meio da tecnologia. 

 

O Censo de Moradia Quinto Andar, um estudo realizado pelo Datafolha, em 2022, revelou dados que mostram o interesse dos consumidores em ter ambientes mais tecnológicos. 

 

De acordo com a pesquisa, 73% dos entrevistados gostariam de ter um imóvel com painéis de energia solar. Para 59%, o principal item de desejo é ter um sistema de câmeras de segurança, enquanto 53% gostariam de ter alarmes no imóvel. Fechadura eletrônica é desejada por 45% dos entrevistados e 42% desejam ter um sistema de luz controlada por aplicativo.

 

Esse interesse dos consumidores brasileiros está movimentando o mercado, estimulando as vendas e o seu crescimento. A pesquisa da Fortune Business Insights prevê um crescimento anual de 12,3% no período de 2021 a 2028 em todo o mundo. A estimativa é que o mercado vá de US$ 72,30 bilhões em 2021 para US$ 163,24 bilhões em 2028.

 

Apesar do interesse dos consumidores, o Brasil ainda está entre os países que menos consomem tecnologias que tornam uma casa inteligente. De acordo com a pesquisa, apenas 8,1% do público consome esse tipo de inovação. A previsão do IDC Brasil é que, nos próximos anos, o mercado de casa inteligente evolua a uma taxa de 30%.

 

O potencial desse mercado é grande e, para atrair os clientes interessados nas tecnologias que tornam as casas inteligentes, é preciso acompanhar as principais tendências e novidades para o setor.  Veja, a seguir, quais são os recursos de som e segurança que vão despertar o interesse dos brasileiros em um futuro próximo.

 

5 novidades em tecnologia para tornar uma casa inteligente

 

1- Câmeras de segurança

Quem quer trabalhar com o conceito de casa inteligente, no segmento de segurança, deve começar oferecendo itens básicos, como as câmeras de monitoramento. Esses equipamentos tecnológicos permitem que o morador saiba o que está acontecendo em sua residência a qualquer momento do dia. Para isso, basta utilizar um aplicativo para tablet ou smartphone.

 

Algumas câmeras, mais modernas e tecnológicas, que contam com inteligência artificial, são capazes de detectar rostos, identificar presenças no ambiente e enviar alertas ou acionar alarmes automaticamente. 

 

2- Detector de gás

O detector de gás inteligente é conectado via Wi-Fi e envia notificações em tempo real para o morador. Dessa forma, diante da presença de gás no ambiente, a tecnologia desse aparelho envia alertas para o dono do imóvel. 

 

Usando um recurso como esse, os moradores conseguem monitorar suas casas à distância. O sistema pode ser utilizado em banheiros e na cozinha, para identificar o vazamento de gás encanado ou de botijão. A vantagem desse aparelho é que não precisa ser instalado, o cliente pode comprar e ser conectado facilmente no ambiente.

 

3- Sensor Wi-Fi de fumaça

Assim como o detector de fumaça, esse sensor emite um alerta para o smartphone, caso identifique algum sinal de fumaça. Por meio de um alarme sonoro, que pode ser ouvido a partir de qualquer ambiente do imóvel, o sistema também notifica quem está no local.

 

Outro recurso de alerta é o acionamento de uma luz de emergência, que também notifica pessoas com alguma deficiência auditiva.

 

4- Fechadura digital com biometria

A fechadura digital evita que o morador fique trancado para fora — ou dentro de casa — sempre que não encontrar as chaves. Além disso, é um recurso de segurança, pois evita arrombamentos. A tecnologia permite a criação de acesso para diferentes usuários, assim, em caso de uma tentativa de entrada suspeita, o sistema bloqueia a porta.

 

A fechadura conta com a função “Não perturbe”, que impede o acesso de qualquer pessoa que está do lado de fora por outros meios.  O morador também pode liberar a entrada de quem quiser à distância, evitando que seja necessário cadastrar uma biometria para outras pessoas.

 

5- Sonorização ambiente 

No que diz respeito especificamente à sonorização, existem diversos recursos que podem ser aplicados no ambiente. Os assistentes de voz inteligentes, por exemplo, podem ser conectados ao sistema de som da residência. Com isso, o morador consegue acionar a tecnologia de qualquer ambiente da casa.

 

Crie um sistema de som inteligente conectado ao Smart Home Alexa

 

Áreas sonorizadas podem ser controladas à distância, assim como outros recursos listados. O morador consegue ligar ou desligar o som, definir o tipo de música que vai tocar e executar outros comandos sem estar em casa. 

 

Além de um recurso de lazer, a sonorização inteligente também pode ser usada como uma solução de segurança. Caso o morador identifique uma ação suspeita em seu imóvel, por exemplo, é só acionar o sistema para simular a presença de pessoas no local.

 

Quer saber mais? Baixe nosso infográfico gratuito e descubra como oferecer o melhor em Smart Home para seus clientes.

 

 

 

Últimos Artigos

WhatsApp Fale com um atendente