Como funciona a caixa de som: entenda tudo e venda cada vez mais!


4 de março de 2021


Como funciona a caixa de som: entenda tudo e venda cada vez mais!

No ramo de sonorização de ambientes, é fundamental que o vendedor conheça as características dos equipamentos e como eles funcionam. O profissional deve aperfeiçoar seus conhecimentos nesse sentido. Para começar, é preciso entender como funciona a caixa de som e outros equipamentos básicos para uma sonorização básica.

Se você está começando nesse mercado e quer aprender mais sobre o assunto, continue lendo este artigo. Aqui, vamos explicar como funciona a caixa de som e também trazer outras informações importantes sobre o equipamento. Confira!

 

Por que seu cliente precisa de uma caixa de som?

 

Antes de entender exatamente como funciona a caixa de som, é preciso ter em mente que este é um equipamento que permite a propagação do som. Diferentemente de outros aparelhos que também permitem isso, a caixa de som foi desenvolvida para impedir que as ondas sonoras emitidas pela parte dianteira e traseira dos alto-falantes se misturem. Sem a caixa de som, isso causaria uma interferência que destruiria e anularia o som. Além disso, as caixas de som melhoram o tempo e a frequência acústica.

Existem alguns tipos de caixa acústica, abaixo você confere os principais:

  • Caixas de som seladas: também chamadas de suspensão acústica, essas caixas oferecem um isolamento total da massa de ar da parte traseira do falante em relação à parte dianteira. É uma caixa com tempo de resposta mais rápido, que varia pouco por causa da frequência. Por isso, a caixa reproduz graves rápidos e precisos, mas sua resposta em frequência cai quando o som entra na região dos sub-graves.
  • Caixa de som dutada: caixa de som dutada ou refletora de graves, tem toda sua extensão selada. O duto, ou pórtico, é um tubo de diâmetro e comprimento projetados para ressonar em uma determinada frequência. 

É um modelo mais complexo para ser desenvolvido, pois conta com mais variáveis do que o volume da caixa e depende de um estudo de compromisso entre tempo de resposta e frequência. Caso a velocidade do ar no duto seja muito alta, pode causar ruídos indesejados no som. Por outro lado, a caixa é bastante versátil, uma mudança no comprimento do duto pode mudar o comportamento do equipamento.

  • Caixa de som passa banda: esse modelo também é conhecido como Band-Pass reproduz apenas uma faixa de frequência e tem um comportamento parecido com a da caixa de som dutada.
  • Linha de transmissão: esse modelo não é selado e não tem dutos, tem uma área semelhante a um cone, aberto em outra extremidade. A caixa une o baixo tempo de resposta de uma caixa selada à extensão de resposta de uma caixa de som dutada. Porém, é indicada para usos específicos por causa de suas grandes dimensões.

Em geral, as caixas acústicas contam com mais de um alto-falante para cobrir melhor todas as faixas de frequências audíveis. O som de cada alto-falante passa por um filtro, que distribui o som entre agudos, médios e graves, onde os agudos passam pelos tweeters e os médios por um mid-ranges e os graves dependem de um subwoofer para serem reproduzidos. 

Tendo essas informações principais como base, entenda melhor a seguir sobre como funciona a caixa de som.

 

Como funciona a caixa de som?

 

A forma como funciona a caixa de som depende totalmente de seu sistema de alto-falantes. Esses dispositivos transformam os sinais elétricos da caixa em sinais acústicos ou ondas sonoras. 

Existem diversos tipos de alto-falantes e o mais comum é o dinâmico, que conta com um ímã fixo e uma bobina móvel, elementos que ficam próximos entre si e fixados na traseira de um cone que tem como base um diafragma. Isso permite que a bobina fique no alcance do campo magnético do ímã. 

A bobina é alimentada pela eletricidade, quando a corrente alternada circula ao seu redor, a bobina se aproxima ou se afasta do ímã, empurrando o ar que está à sua volta. Com esses movimentos do ar, o diafragma do cone vibra e reproduz o som que será transmitido pela caixa. 

O tamanho dos cones dos alto-falantes é o que determina o tipo de som que vai ser reproduzido. Os alto-falantes de maior diâmetro deslocam maiores volumes de ar, por isso conseguem reproduzir as frequências mais baixas (graves). Os alto-falantes de menor diâmetro reproduzem as frequências mais altas (agudos). 

A maioria das caixas de som contam com alto-falantes de mais de um tipo. Assim, conseguem reproduzir sons de diversas frequências. As caixas são desenvolvidas dessa forma para cobrir ao máximo as faixas de frequências que são ouvidas pelos humanos (20 Hz e 20 kHz). 

As caixas também contam com circuitos eletrônicos, que são usados para separar os sinais elétricos, direcionando-os para o alto-falante certo. Dessa forma, o sistema separa os sinais agudos, graves e médios de acordo com o alto-falante.

Quer saber mais sobre como funciona a caixa de som? Continue acompanhando as nossas publicações aqui no blog.

como funciona a transmissão bluetooth

Comentários